Lei obriga supermercados a higienizarem cestas e carrinhos

Pesquisa diz que carrinho pode ter mais bactérias que vaso sanitário.
Em SP, carrinhos passam por “lava jato” em supermercado.

Materia exibida no Jornal Nacional de 15/11/2017

Entrou em vigor uma lei que obriga supermercados de todo o Brasil a manterem limpos os carrinhos e as cestas de compras.

A viagem pelo mundo dos carboidratos, das proteínas, das vitaminas às vezes tem um passageiro indesejado. É invisível e não é só um. Os carrinhos de supermercado podem carregar milhões de bactérias, que a gente leva para casa sem saber. Já imaginou quantas pessoas botam a mão em um carrinho desse todo dia?

Uma pesquisa da Universidade do Arizona mostrou que nosso companheiro de compras costuma ter mais bactérias do que o assento do vaso sanitário. Um paraíso para staphylococcus, e-coli, salmonella.

“Diarreia, disenteria, febre, vômitos, dores abdominais... E, em pessoas com o sistema imunológico mais baixo, fragilizado, essas bactérias acabam ocasionando problemas mais graves”, destaca Rosana Siqueira, microbiologista.

Uma lei que entrou em vigor em todo o país diz que é de responsabilidade do comércio higienizar produtos e serviços oferecidos ao consumidor. Várias cidades já tinham adotado medidas parecidas.

Em São Paulo, há um ano, um supermercado teve de se adaptar. Os carrinhos agora têm parada obrigatória no estacionamento para uma dose de detergente. Quinze minutos depois, começa o banho propriamente dito. Por um lava jato, passam três mil carrinhos por semana.

Além disso, os funcionários aplicam todos os dias um bactericida nas cestas e nas cadeirinhas de bebê, que ganharam protetores descartáveis. “Gerou custo, porém a qualidade aumentou no nosso serviço e isso faz com que os clientes retornem ao nosso supermercado”, destaca Maxwell Freitas, gerente de marketing.

Mas, para funcionar, o consumidor precisa mudar hábitos. “Resto de comida... No supermercado, geralmente, não é para ficar comendo”, relata a microbiologista.

Segundo a Proteste, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, a fiscalização da lei cabe às vigilâncias sanitárias e Procons de cada cidade. São os dois órgãos que devem verificar, em cada caso, qual punição deva ser aplicada.

DIALEVER promove a Ação para Higienização, agende uma visita sem compromisso descubras os melhores produtos para descontaminação e higienização.